Macau: Ipim organiza missão empresarial de Macau ao Brasil e a Moçambique

25 July 2008

Macau, China, 25 Jul – o Instituto de Promoção do Comércio e do Investimento de Macau (Ipim) está a organizar uma delegação empresarial de Macau ao Brasil e Moçambique a ter lugar de 23 de Agosto a 4 de Setembro próximos.

De acordo com o Ipim, esta missão visa explorar os mercados dos países de língua portuguesa, aproveitando o papel de Macau como plataforma de serviços de cooperação económica e comercial entre a China e os países de língua portuguesa e reforçar as relações comerciais e de negócios entre esses países

A missão empresarial de Macau a São Paulo tem ainda o objectivo em desenvolver contactos bilaterais, de concretizar bolsas de contactos nas áreas de produtos alimentares, construção, serviços, franchising, importação e exportação.

Em Maputo, a delegação visitará o Facim (Feira Internacional de Maputo), participará das bolsas de contactos e visitará entidades oficiais e associativas.

Recentemente, uma delegação de Macau do Secretariado Permanente do Fórum para a Cooperação Económica e Comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa visitou o Brasil para promover a cooperação bilateral.

Em São Paulo a delegação de Macau participou na 17ª edição da ABF – Franchising Expo, onde efectuou uma sessão de apresentação do Fórum para a Cooperação Económica e Comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa e da 12ª Feira Internacional de Investimento e Comércio da China (Cifit), que se realiza em Setembro em Xiamen”.

A Asssociação Comercial de São Paulo (ACSP) anunciou em Junho passado ir abrir uma representação em Macau para apoiar pequenas e médias empresas brasileiras que queiram actuar na República Popular da China, que ficará localizada no Macau Business Support Centre do Instituto de Promoção do Comércio e Investimento de Macau (Ipim).

Também o secretário do Comércio Exterior do Brasil, Welber Barral, que vistou este m~es Macau considerou o território como uma peça fundamental para concretizar os objectivos do Brasil de aumentar as exportações para a China.

“A proximidade cultural entre o Brasil e Macau e a possibilidade logística do território como cidade de serviços está a ser divulgada no Brasil para que seja utilizada com a porta de entrada mais fácil para as empresas brasileiras no mercado chinês”, disse Welber Barral.

A República Popular da China decidiu criar, e sedear em Macau, em 2003 o Fórum para a Cooperação Económica e Comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa destinado a fomentar as relações comerciais com Portugal, Brasil, Angola, Moçambique, Guiné-Bissau, Cabo Verde, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH