Portugal: Italiana ENI quer controlar portuguesa Galp Energia ou sair do capital

1 August 2008

San Donato Milanese, Itália, 01 Ago – O presidente da petrolífera italiana ENI (Ente Nazionale Idrocarburi), Paolo Scaroni, anunciou quinta-feira que quer rever a participação de 33 por cento que a empresa detém na portuguesa Galp Energia.

Em conferência telefónica com analistas, Scaroni disse que ou a ENI passa a controlar 100 por cento da Galp Energia ou vende a posição, para acrescentar que “nos próximos três a quatro anos a situação pode conhecer desenvolvimentos”.

O presidente da ENI disse também que a companhia está a olhar com atenção para a posição da Galp Energia no Brasil, onde a empresa portuguesa tem participações, em consórcio com a Petrobras, nas recentes descobertas de petróleo no pré-sal.

Os principais accionistas da Galp – a ENI e a Amorim Energia, uma parceria do empresário portugues Américo Amorim com a petrolífera angolana Sonangol, também com 33 por cento e o grupo financeiro estatal Caixa Geral de Depósitos – têm um acordo parassocial, desde 2006 e por oito anos, que impossibilita a venda das actuais posições a terceiros sem a aprovação dos signatários do acordo. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH