São Tomé e Príncipe: Empresa de telecomunicações investe na ligação a cabo submarino

4 August 2008

São Tomé, São Tomé e Príncipe, 04 Ago – O governo de São Tomé e Príncipe e a Portugal Telecom assinaram um protocolo destinado a viabilizar a adesão da Companhia São-Tomense de Telecomunicações ao projecto WAFS (West African Festoon System), foi sexta-feira anunciado oficialmente.

Em comunicado, o gabinete do primeiro-ministro Rafael Branco informa que São Tomé e Príncipe deverá ligar-se, no âmbito deste projecto, à estação terrena de Libreville, outro se liga outro cabo submarino, o SAT3.

O sistema WAFS é um cabo submarino em fibra óptica que ligará entre si nove ou mais nações da África Ocidental e fornecerá ligação a outros sistemas intercontinentais que ligam África à Europa e à Ásia.

A ligação ao cabo submarino, na perspectiva do governo, vai permitir “desencravar o país em matéria de ligações internacionais”, aumentando a capacidade e a qualidade dos retransmissores, tanto de voz como de dados e imagem.

A empresa de telecomunicações vai investir no quadro desse empreendimento cerca de 15 milhões de dólares, sendo 2,4 milhoes de dólares retirados dos fundos próprios sendo a diferença proveniente da contribuição dos accionistas na proporção da sua participação na Companhia São-tomense de Telecomunicações.

A Companhia São-Tomense de Telecomunicações é uma sociedade de capital misto, sendo 51 por cento de Portugal Telecom e 49 por cento do Estado são-tomense. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH