Angola: Empresa chinesa Rites começou a montar carris no caminho-de-ferro de Moçâmedes

14 August 2008

Lubango, Angola, 13 Ago – A montagem dos carris no âmbito do processo de reconstrução do Caminho de Ferro de Moçâmedes iniciou-se na semana passada no município da Matala, em direcção a Menongue, capital da província do Kuando Kubango, numa extensão de 600 quilómetros.

A obra, que deverá ficar concluída até Dezembro deste ano, está a ser executada utilizando uma tecnologia que permite instalar tremas de 25 metros, a fim de permitir atingir dois quilómetros por dia, de acordo com a agência noticiosa angolana Angop.

Enquanto decorre a aplicação da linha em direcção a Menongue, partindo da Matala, uma equipa de técnicos da empresa chinesa Rites iniciou a reconstrução da plataforma da ferrovia entre a Matala e Namibe, passando pelo Lubango, um percurso de 308 quilómetros.

Assim que estiver terminada a reconstrução dos 308 quilómetros, cuja previsão final não foi adiantada, começa a aplicação dos carris no sentido Matata/Namibe que tem um total de 908 quilómetros entre as três províncias do sul do país.

No acto de lançamento da linha, o director do CFM, Júlio Bango, felicitou a direcção da empresa Rites, pelo empenho na execução da obra, tendo em conta as dificuldades que enfrentaram durante a reconstrução da base.

Por seu turno, o gerente de obras da Rites, Wei Sheng, afirmou que a empresa vai concluir a empreitada dentro dos prazos estabelecidos e com a qualidade internacionalmente exigida.

A reconstrução do Caminho de Ferro de Moçâmedes iniciou-se em 2005 e deve terminar em 2010. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH