Moçambique: Empresa de Sofala projecta produção de matéria-prima para papel

22 August 2008

Maputo, Moçambique, 22 Ago – A Indústria Florestal de Manica (Ifloma) pretende investir 100 milhões de dólares na plantação de eucaliptos para posterior transformação em pasta de papel, informou o jornal Notícias, de Maputo.

O jornal informa ainda que a empresa já iniciou os passos necessários para a realização do projecto, nomeadamente o estudo do impacto ambiental, consulta às comunidades locais, entre outros.

A plantação de eucaliptos ocupará uma área de 50 mil hectares devendo este projecto no posto administrativo de Galinha, no distrito de Muanza, província de Sofala, dar emprego a 1500 pessoas.

A Indústria Florestal de Manica foi privatizada em 2004, com a sul-africana Komatiland Forests a deter 80 por cento e o Estado moçambicano os restantes 20 por cento.

A empresa foi criada em 1982 com ajuda da Suécia e na altura dispunha da melhor e mais moderna serração do país, produzindo tábuas e aglomerado de madeira.

A guerra civil pôs termo à produção e a primeira tentativa para privatizar a empresa surgiu em 1998 quando 80 por cento foram vendidos ao grupo português Sonae Indústria, venda mais tarde cancelada com Moçambique a alegar violação dos termos do contrato. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH