Angola: Governo angolano investe cinco mil milhões de dólares em infra-estruturas na província do Zaire

27 August 2008

Soyo,Angola, 27 Ago – As empresas Sinohydro da China e a CMC di Ravenna da Itália iniciaram terça-feira as obras de construção da auto-estrada Luanda-Soyo que se vão prolongar por três anos, anunciou a Angop.

A agência de notícias de Angola refere que as obras da auto-estrada, com 500 quilómetros de comprimento e seis faixas de rodagem (três em cada sentido), vão empregar mais de mil e seiscentos trabalhadores.

O vice-ministro das Obras Públicas de Angola, Joanes André, que assistiu ao arranque das obras, revelou que o governo vai despender uma verba da ordem dos cinco mil milhões de dólares em infra-estruturas na província do Zaire, no norte de Angola.

De entre as obras que vão ser lançadas destaca-se ainda a construção do troço de estrada Nzeto/Soyo com oito pontes, pela empresa espanhola “Carmon Reestrutura”.

As obras, que vão empregar mil trabalhadores, ficarão concluídas dentro de dois anos.

Também a Conduril Engenharia (Angola), com capitais portugueses, vai construir uma ponte de 450 metros de comprimento sobre o rio Mbridge (Nzet), com seis faixas de rodagem, que ficará concluída em 33 meses.

O vice-ministro Joanes André disse ainda que a empresa brasileira Odebrecht está a construir o centro de Formação Técnico Profissional do Kimpanji e que a empresa T-Angola vai construir no Soyo três edifícios sociais de quatro andares, com 48 apartamentos, que ficarão concluídos em pouco mais do que um ano. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH