Moçambique: Riversdale Mining entrega estudos preliminares do carvão mineral de Moatize

1 September 2008

Maputo, Moçambique, 01 Set – A australiana Riversdale Mining, uma das concessionárias de carvão mineral em Moatize, província de Tete, concluiu os estudos preliminares do projecto de exploração, cujos montantes envolvidos são estimados em 800 milhões de dólares, informou o jornal Notícias, de Maputo.

Os documentos entregues ao Governo, através do Ministério dos Recursos Minerais, compreendem, fundamentalmente, informações geológicas e ambientais, sendo que o Executivo deverá pronunciar-se sobre o estudo, o mais tardar, em três meses.

Trata-se de um projecto que representará uma mais-valia para a economia moçambicana, se se considerar não só o volume de investimento envolvido, como também o facto de poder vir a criar 1500 empregos directos e outros 4500 indirectos resultantes da exploração de diversas actividades relacionadas com a mina, para além de receitas fiscais para o Estado.

Michael O’Keeffe, presidente executivo da Riversdale Mining, garantiu a jornalistas em Maputo estarem criadas condições para o cumprimento do calendário estabelecido, nomeadamente a construção das principais infra-estruturas a partir do próximo ano e a entrada em funcionamento da mina em 2010.

De acordo com dados divulgados na ocasião, na sua fase de funcionamento pleno, a mina de Benga vai produzir cerca de 20 milhões de toneladas por ano, produto que se destina fundamentalmente ao mercado externo.

Para já, a Riversdale Mining equaciona três hipóteses para o escoamento do carvão, nomeadamente a partir da linha férrea de Sena (que estabelece a ligação com o porto da Beira), porto de Nacala (via Malawi) e ainda a partir do rio Zambeze. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH