Moçambique: Automóveis montados na África do Sul vão ser exportados por Maputo

5 September 2008

Joanesburgo, África do Sul, 5 Set – Uma empresa sul-africana que vai montar automóveis vai exportar os veículos pelo porto de Maputo, a partir de Outubro, anunciou Dave Rennie, da divisão de fretes marítimos do grupo sul-africano Grindrod.

Rennie disse que numa primeira fase serão processados 50 mil a 60 mil veículos por ano, sendo que a prazo aquele número poderá elevar-se para 250 mil veículos por ano.

“Tudo depende da procura”, assegurou para acrescentar que os testes já efectuados dão a certeza de que o sistema irá funcionar, tanto mais que o grupo Grindrod concluiu recentemente a primeira fase do terminal de automóveis do porto de Maputo.

O grupo tem uma participação de 25 por cento no consórcio que gere o porto de Maputo, com outros 25 por cento a serem detidos pela Dubai Port World e os restantes 50 por cento pelo governo de Moçambique.

Dave Rennie disse que o investimento no terminal de automóveis será de 30 milhões de dólares quando ficar concluído e adiantou que o grupo vai investir a curto prazo 50 milhões de dólares no terminal de carvão da Matola.

Este terminal será alargado para uma capacidade de 6 milhoes de toneladas de carvão por ano tendo a empresa mineira Coal of Africa Limited (CoAL) assinado em Agosto passado um acordo com a Grindrod para exportar um milhão de toneladas de carvão por ano através do terminal.

O presidente executivo do grupo, Alan Olivier, afirmou ser provável que o porto de Maputo processe 8 milhões de toneladas este ano contra 6 milhões no ano passado e dois milhões de toneladas por ano quando a Grindrod se envolveu nas operações do porto. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH