Moçambique: Duas fábricas de têxteis deverão retomar produção este ano em Moçambique

5 September 2008

Maputo, Moçambique, 5 Set – Duas grandes fábricas de têxteis em Moçambique poderão reabrir ainda este ano depois de mais de uma década de paralisação, afirmou em Maputo o director nacional da Indústria, Sérgio Macamo, citado pela agência noticiosa moçambicana AIM.

Uma das fábricas é a Texlom, na zona industrial da cidade da Matola, nos arredores da capital, parada há mais de 10 anos depois de os donos da empresa portuguesa Sogetex terem abandonado a sua gestão em 1997.

A fábrica foi agora adquirida pela Fundação Aga Khan que pretende repô-la a funcionar produzindo, numa primeira fase, vestuário tendo Sérgio Macamo afirmado que a prazo a fábrica garantirá a cadeia de produção completa – desde a fibra de algodão até ao tecido e por último o vestuário.

A segunda fábrica, Texmoque, na cidade de Nampula, foi adquirida pela empresa da Tanzânia METL (Mohammed Enterprises Tanzania Ltd), que se encontra na fase de instalar o equipamento para que a produçao possa ser retomada ainda este ano.

A Texmoque encerrou em 1994. A empresa portuguesa Multiplier adquiriu uma participação de controlo em 1996 mas os seus responsáveis ou não foram capazes ou não quiseram investir a verba necessária para reiniciar a produção.

A METL prometeu investir 20 milhões de dólares na Texmoque mas o início da produção, que estava previsto para 2007, foi já adiado por pelo menos um ano desconhecendo Sérgio Macamo a razão. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH