Moçambique: Feira de Maputo encerra com acordos assinados

8 September 2008

Maputo, Moçambique, 8 Set – Acordos de parceria entre empresas de Moçambique e estrangeiras poderão vir a ser assinados a prazo em resultado dos contactos estabelecidos durante a 44ª edição da Feira Internacional de Maputo, de acordo com o jornal Notícias, de Maputo.

O jornal adianta terem ocorrido nos últimos dias da feira a assinatura de dois memorandos entre o African Banking Corporation e o Instituto Nacional de Promoção de Exportações (Ipex) e o outro entre esta entidade e o Gabinete das Zonas de Desenvolvimento Acelerado (Gazeda). Um terceiro memorando deverá ser rubricado dentro de dias com o Centro de Promoção da Agricultura Comercial (Cepagri).

Estes memorandos seguem-se a um outro assinado, há dias, entre a IAP – Insumos Agrícolas e Pecuária que opera na província de Tete e a Kishore da Índia, que prevê entre outros fins, o fornecimento pelos indianos de máquinas que podem dinamizar a agricultura naquela região do país e não só.

Enquanto isso, muitos outros parceiros estrangeiros, sobretudo chineses, procuram inteirar-se sobre a fertilidade dos solos de Tsangano, tendo em conta o seu potencial para a produção de trigo.

A representação da Zambézia, que tem o seu forte no chá, que já é exportado para mercados da Inglaterra e Índia, acredita que pelos contactos estabelecidos se possa chegar a acordos para a venda deste produto noutros mercados mundiais.

Da província do Niassa fala-se de contactos com algumas entidades sul-africanas para a colocação do milho, enquanto que alguns indianos e chineses mostraram-se interessados por alguns recursos minerais, designadamente pedras preciosas e carvão mineral.

João Macaringue, presidente do Conselho de Administração do Ipex, disse, num balanço sobre a 44ª edição da FACIM, que a mesma superou as expectativas, tendo recebido mais de 50 mil visitantes. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH