Portugal: Comércio com Angola através de Leixões regista um “crescimento espectacular”

26 September 2008

Porto, Portugal, 26 Set – O presidente da Administração dos Portos do Douro e Leixões (APDL) destacou quinta-feira no Porto o “crescimento espectacular” do comércio entre Leixões e Angola e o potencial das relações com o Brasil, para onde vai ser criada uma segunda ligação directa.

Em declarações à agência noticiosa portuguesa Lusa à margem do I Encontro de Portos da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), que encerra hoje em Leixões, Matos Fernandes revelou ser intenção da APDL criar uma nova ligação directa ao Brasil, no sul do país, “ao Rio de Janeiro ou a Santos”.

No âmbito desta “vontade muito grande de reforçar as relações comerciais com o Brasil”, a APDL participou pela primeira vez, em 2007, numa feira do sector em São Paulo, tendo agendada para o 1º trimestre de 2009 uma missão comercial a diversos portos do outro lado do Atlântico.

Matos Fernandes adiantou que esta missão está já a ser preparada pela APDL, que levará ao Brasil os seus concessionários e diversos agentes económicos no domínio da logística, dos transitários e do transporte marítimo.

Ainda assim, o presidente da APDL admite que o peso das relações comerciais entre Leixões e o Brasil “nunca chegará” ao de Angola, país que é, tradicionalmente, um grande importador de bens de consumo e de marcas portuguesas.

De acordo com o presidente da APDL, com os restantes países da CPLP o contacto portuário não é “tão intenso” como com Angola, desde logo porque são economias “com dimensões diferentes, excepção feita ao Brasil”.

O comércio com Angola, para onde Leixões possui três ligações semanais contínuas, destaca-se pelo seu “crescimento espectacular”, ao aumentar quase 12 vezes nos últimos oito anos, de 4.000 para 47.000 TEU (contentores pequenos). (macauhub)

MACAUHUB FRENCH