Moçambique: Companhia área moçambicana compra aviões à brasileira Embraer

6 October 2008

Maputo, Moçambique, 6 Out – A Linhas Aéreas de Moçambique (LAM) vai investir 100 milhões de dólares na compra de quatro aviões Embraer 190 e dois Bombardier Q400 para a substituição total da sua frota de Boeing 737-200, afirmou o seu presidente, José Viegas.

Os dois aviões turbo-hélice da marca canadiana deverão chegar até ao final deste ano, enquanto as quatro aeronaves a jacto do fabricante brasileiro, com capacidade para 119 passageiros, vão chegar faseadamente em 2009, 2010 e 2011.

O presidente do conselho de administração da LAM disse acreditar que as novas aeronaves vão permitir reduzir os gastos em manutenção, por se tratarem de aparelhos novos (os actuais Boeing 737-200 têm 20 anos de vida), bem como os custos em combustíveis.

Além dos Boeing 737-200, a LAM explora, através da sua subsidiária Mex-Mozambique Express, dois aviões turbo-hélice com capacidade para 29 passageiros em classe económica.

Estes aviões operam igualmente nas rotas regionais, até Joanesburgo e Durban (cidades sul-africanas), e domésticas, incluindo alguns destinos turísticos internos, nomeadamente Vilankulo e Inhambane, sul do país.

A LAM, herdeira da antiga DETA (Departamento de Exploração de Transportes Aéreos), esta criada em 1936, foi recentemente certificada pela Associação Internacional dos Transportadores Aéreos (IATA) como empresa de aviação operacionalmente segura. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH