Portugal: Comércio com PALOP e Timor-Leste cresceu 15,3 por cento em 2007

8 October 2008

Lisboa, Portugal, 8 Out – O comércio entre Portugal e os países africanos de língua oficial portuguesa (PALOP) e Timor-Leste cresceu 15,3 por cento em 2007, embora tenha um peso bastante reduzido no comércio externo português, de acordo com o Banco de Portugal.

No relatório “Evolução das Economias dos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa [PALOP] e de Timor-Leste – 2007/2008”, terça-feira divulgado em Lisboa, o Banco de Portugal afirma que o comércio português com os PALOP e Timor-Leste representa apenas 5,47 por cento das exportações e 0,73 por cento das importações.

A intensificação das relações comerciais entre Portugal e os PALOP resulta sobretudo do crescimento relativamente a Angola, quer nas exportações quer nas importações com aquele país a absorver 81 por cento das exportações portuguesas para os PALOP e Timor-Leste com um valor de 1680 milhões de euros.

Nos seis países em questão, Cabo Verde é o segundo destino das exportações portuguesas (225,7 milhões de euros), seguido por Moçambique (89,4 milhões de euros), Guiné-Bissau (34,2 milhões de euros), São Tomé e Príncipe (33,1 milhões de euros) e Timor-Leste (1,2 milhões de euros).

No total, Portugal exportou para aqueles seis países produtos no valor de 2.063 milhões de euros, importando mercadorias no montante de 403,3 milhões de euros.

Dos seis países em análise, Angola é também o principal fornecedor de Portugal, com 91,1 por cento (369,5 milhões de euros), sobretudo devido ao crescimento “substancial” dos combustíveis minerais (petróleo), que reduziu a importância de todas as outras classes de produtos.

Nas importações, Angola é seguida por Moçambique (25,7 milhões de euros), Cabo Verde (7,2 milhões de euros), Guiné-Bissau (500 mil euros), São Tomé e Príncipe (300 mil euros) e Timor-Leste (200 mil euros). (macauhub)

MACAUHUB FRENCH