Brasil: Dirigente associativo apresenta situação da indústria do etanol no Brasil em Pequim

23 October 2008

Pequim, China, 23 Out – O presidente da União da Indústria de Cana-de-Açúcar (Unica), Marcos Sawaya Jank, participa desde segunda-feira na universidade de Tsinghu, em Pequim, num encontro organizado pelo World Biofuels Symposium onde apresentou a situação actual da indústria do etanol no Brasil.

Marcos Sawaya Jank, que se encontra em Pequim numa visita de cinco dias, disse na sua intervenção que o consumo de etanol no Brasil ultrapassou o da gasolina este ano.

“O combustível alternativo do Brasil é a gasolina”, disse Jank, durante o painel Biofuels Around the World.

A visita do executivo brasileiro destina-se a promover a aproximação dos mercados de biocombustíveis dos dois países e também apresentar os desafios e as oportunidades do etanol no cenário mundial, com base na experiência brasileira, segundo a Unica.

Marcos Sawaya Jank considerou que “a cana é hoje a matéria-prima mais competitiva para a produção de biocombustível, o que representa uma oportunidade tanto para os países em desenvolvimento como também para os desenvolvidos”.

Dados do Ministério das Minas e Energia do Brasil mostram que a cana-de-açúcar já é a segunda fonte de energia do Brasil, depois do petróleo e antes das hidroeléctricas.

Segundo Marcos Sawaya Jank apenas 1 por cento da terra arável do Brasil é responsável pela substituição por etanol de cana-de-açúcar de mais da metade da procura brasileira por gasolina. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH