Moçambique: Petrolíferas investem anualmente 680 milhões de dólares na bacia do Rovuma

27 October 2008

Pemba, Moçambique, 27 Out – As cinco companhias que operam na bacia sedimentar do Rovuma, em Cabo Delgado, estão a investir mais de 680 por milhões de dólares por ano em actividades de pesquisa de petróleo, disse em Pemba a ministra dos Recursos Minerais.

De acordo com o jornal Notícias, de Maputo, Esperança Bias disse ainda que o aumento que se tem verificado no sector exige o reforço da capacidade institucional com técnicos à altura de participar e interagir com as companhias não só na análise e interpretação dos dados geológicos e geofísicos obtidos nas operações, como também na programação dos trabalhos futuros.

“A formação de técnicos nacionais e a capacitação institucional das entidades moçambicanas ligadas ao sector petrolífero faz parte das obrigações das companhias. É neste contexto que está em curso um vasto programa de formação de técnicos nacionais em diferentes áreas relacionadas com o petróleo”, disse.

Além da Malásia, segundo Esperança Bias, moçambicanos têm sido formados em países com experiência na pesquisa, produção e comercialização de petróleo, como Angola, Brasil, Holanda e Noruega.

Actualmente o ministério está a trabalhar com instituições de ensino, em particular com o Departamento de Geologia da UEM, para incluir disciplinas da área petrolífera nos cursos ministrados em Moçambique.

Falando especificamente de Cabo Delgado, a ministra disse estarem em desenvolvimento actividades de pesquisa, quer em terra quer no mar, que são testemunhadas pela presença de vários operadores e que se espera aumentem nos próximos tempos.

Para 2009 está prevista a abertura de três furos de pesquisa de petróleo, sendo um em terra e dois no mar, além dos que serão realizados no âmbito da pesquisa de metais básicos. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH