Macau: Empresa gestora do aeroporto vai investir 25 milhões de dólares para melhorar infra-estruturas

28 October 2008

Macau, China, 28 Out – O aeroporto de Macau vai sofrer beneficiações nos próximos meses da ordem dos 25 milhões de dólares (200 milhões de patacas) com vista a melhorar a zona de imigração, de acesso aos aviões, restauração e área comercial, segundo escreve hoje o MacauNews.

Fontes da Companhia do Aeroporto de Macau (CAM) disseram que aguardam autorização para arrancar com as obras, uma vez que a empresa de construção que vai realizar a maior parte do projecto já foi escolhida através de concurso.

As obras que se deverão prolongar por dois anos vão permitir a redução do tempo de espera para processamento de documentos de viagem aos passageiros que utilizam o aeroporto.

As obras são uma medida da CAM destinada a introduzir melhoramentos pontuais, uma vez que existem planos para um programa de obras mais alargado a prolongar-se por cinco anos com um custo de 650 milhões de dólares (5 mil milhões de patacas).

O plano de expansão a cinco anos permitirá aumentar a capacidade do aeroporto dos actuais seis milhões de passageiros para 12 milhões.

Em 2007 o aeroporto registou um movimento de 5,5 milhões de passageiros, 53.386 voos e um movimento de carga da ordem das 180.000 toneladas.

O aeroporto de Macau, usado por 15 companhias de aviação que voam para 28 destinos, recebe mil voos semanais.

A maior parte dos 120 mil passageiros que utilizam o aeroporto mensalmente são provenientes de Taiwan, Sudeste Asiático e China.

Nos últimos dois anos, em consequência do desenvolvimento do sector do jogo, o movimento do aeroporto cresceu 300 por cento.

Um porta-voz da CAM disse ainda ao MacauNews que o projecto de expansão a cinco anos só avançará se forem encontrados financiamentos uma vez que são vultuosos.

Em Agosto de 2007 o governo de Macau admitiu a possibilidade de assumir todo o capital da empresa e investir 1,29 mil milhões de dólares (10 mil milhões de patacas) para melhorar as actuais infra-estruturas.

A CAM foi criada em 1989 com o governo a deter 55,4 do capital social, a Sociedade de Turismo e Diversões de Macau 33,03 por cento e o restante distribuido por pequenos grupos empresariais locais. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH