Moçambique: Governo quer desenvolver indústria do papel com o apoio da Finlândia

6 November 2008

Helsínquia, Finlândia, 6 Nov – O governo pretende desenvolver uma indústria de papel a fim de aproveitar os recursos naturais existentes e conta com o apoio da Finlândia nesse propósito, afirmou terça-feira em Helsínquia o ministro moçambicana da Agricultura, Soares Nhaca

Nhaca adiantou que estão em curso estudos nas províncias de Zambézia e Niassa para identificar as possibilidades de investir nesta área, com o envolvimento das comunidades, como forma delas adquirirem “know how”.

Soares Nhaca disse que tais estudos estão num estagio muito avançado e que, durante a corrente visita do Chefe do Estado moçambicano, Armando Guebuza, à Finlândia, espera-se que as firmas finlandesas STORA, ENSO e UPM se pronunciem sobre o investimento.

“Nesta visita esperamos resultados concretos, sobretudo na área florestal, porque a Finlândia lidera o desenvolvimento da produção florestal e de papel no mundo, com duas empresas líderes mundiais. Esperamos que estas tecnologias sejam transferidas para Moçambique, uma vez que os finlandeses têm interesse de investir na área florestal e na produção do papel”, referiu o ministro.

De acordo com Nhaca, se o investimento se concretizar, a fábrica de papel deverá ser instalada na província nortenha do Niassa.

Mas o governo reconhece que a instalação de uma indústria de papel no país requer grande investimento na pesquisa para identificar a espécie que vai fornecer madeira para a produção de pasta.

“Só depois de haver disponibilidade de madeira é que o investimento inicia na sua plenitude. Isso poderá levar cerca de sete anos. Este é um investimento a longo prazo”, referiu Nhaca. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH