Moçambique: Reserva marinha da Ponta do Ouro vai ser proclamada património mundial

7 November 2008

Maputo, Moçambique, 7 Nov – A reserva marinha da Ponta do Ouro deverá ser proclamada património da humanidade até Dezembro próximo pela UNESCO, informou o jornal Notícias, de Maputo.

O jornal adianta que o governo moçambicano já apresentou formalmente à UNESCO a proposta de proclamação da reserva como património da humanidade, numa operação que conta com o apoio da Suazilândia e da África do Sul, parceiros na Iniciativa de Desenvolvimento Espacial dos Libombos (IDEL).

E acrescenta que na passada semana foi aprovado o anteprojecto de decreto que cria a reserva marinha parcial daquela região da província do Maputo, uma vez que um dos requisitos para que a área fosse proclamada património da humanidade é que a mesma esteja protegida no quadro da legislação nacional, o que equivale à sua formalização como reserva marinha.

Há cerca de dois anos que decorre o processo de elaboração da proposta para o estabelecimento de uma área marinha e costeira protegida na província do Maputo, instrumento através do qual se pretende garantir a conservação da biodiversidade e protecção dos recursos marinhos e costeiros existentes na região norte da Ponta do Ouro.

A Reserva Marinha da Ponta do Ouro cobre uma extensão de dez milhas náuticas de litoral (aproximadamente 18,5 quilómetros), abrangendo as zonas das pontas do Ouro, Malongane, Madejanine, Mamoli e Techobanine, com passagem por uma área adjacente à Reserva Especial de Maputo.

Inclui ainda as pontas Dobela, Milibangalala e Chemucane, incorporando igualmente a Ilha dos Portugueses, que dista cerca de uma milha náutica do estuário de Bembe. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH