Angola: Queda do preço do petróleo pode obrigar à revisão do Orçamento de Estado angolano

10 November 2008

Luanda, Angola, 10 Nov – O Orçamento Geral do Estado (OGE) para 2009 poderá vir a ser revisto caso se verifique uma queda acentuada no preço do barril do petróleo, afirmou em Luanda a ministra do Planeamento, Ana Dias Lourenço.

Em declarações ao Jornal de Angola e à agência noticiosa angolana Angop, à margem da apresentação do Plano Nacional e projecto de OGE para 2009 no Parlamento, a governante afirmou que o preço médio fixado para a elaboração do Orçamento para o próximo ano, de 55 dólares, ainda dá alguma margem de manobra na sua gestão.

“As medidas levadas a cabo a nível internacional, fundamentalmente pela Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP), visam estabilizar o preço do barril e acreditamos que, a partir de 2009, este não vai cair muito abaixo dos valores que estão a ser praticados agora”, disse, a ministra, antes de admitir que se isso não vier a acontecer, a solução será a revisão do orçamento.

Ana Dias Lourenço lembrou, no entanto, que o Governo está apostado na diversificação da economia. Acrescentou que a estrutura do Produto Interno Bruto (PIB) tem sido fundamentalmente suportada pelo crescimento do sector petrolífero, uma tendência que tem estado a diminuir.

Segundo a ministra, a aposta do Governo passa pelo relançamento da actividade económica e o aumento da produção interna, tendo em vista o crescimento e desenvolvimento sustentáveis.

“A taxa de crescimento que prevemos para o próximo ano é de 11,8 por cento e é fundamentalmente suportada pelo crescimento do sector não-petrolífero, que vai crescer cerca de 15,9 por cento. Esse crescimento decorre do ritmo e da dinâmica do crescimento em sectores como o da construção civil, indústria, comércio e serviços”, realçou. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH