Guiné-Bissau: Empresários portugueses investem em complexo clínico em Bissau

14 November 2008

Bissau, Guiné-Bissau, 14 Nov – Um grupo de empresários portugueses anunciou quinta-feira em Bissau um investimento de 11,2 milhões de euros no sector da saúde na Guiné-Bissau com a construção de uma clínica na capital guineense, denominada “Complexo Clínico Bissau XXI”.

O projecto, que será gerido pela empresa portuguesa NobleWyman, deverá arrancar em meados do próximo ano após a assinatura dos “protocolos de cooperação entre a empresa e o governo guineense”, afirmou à agência noticiosa portuguesa Lusa o médico Nuno Carvalho de Sousa.

Carvalho de Sousa adiantou que a clínica disponibilizará consultas de clínica geral, bem como de outras especialidades médicas, terá bloco operatório, secção de internamento, farmácia e morgue.

O “Complexo Clínico Bissau XXI” incluirá também uma maternidade.

O sistema de saúde guineense é muito precário, existindo apenas um hospital nacional para cerca de 1,5 milhões de habitantes.

A Guiné-Bissau é um dos países lusófonos com maior mortalidade infantil – 112 crianças em cada 100.000 nascimentos – segundo dados da ONU.

A NobleWyman, empresa especializada no fornecimento de plasma rico em factores de crescimento para as diversas àreas da medicina, vai gerir o complexo durante 20 anos, após o que será o mesmo entregue às autoridades guineenses. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH