Angola: UE estende a todas as transportadoras aéreas de Angola a proibição de voar para a Europa

17 November 2008

Bruxelas, Bélgica, 17 Nov – A Comissão Europeia confirmou sexta-feira, em Bruxelas, que decidiu estender a proibição dos aviões da Taag voarem em território europeu a todas as companhias aéreas angolanas devido à “existência de problemas de segurança graves”.

O executivo dos 27 informou que “estes problemas de segurança graves”, que foram detectados pela Organização de Aviação Civil Internacional (OACI) no seu relatório de auditoria de 01 de Outubro último, “continuam sem solução e afectam a segurança das actividades de todas as transportadoras aéreas angolanas”.

A causa principal da decisão prende-se com dificuldades na reestruturação da Instituto Nacional de Aviação Civil (Inavic) de Angola e a incapacidade do instituto em corrigir os problemas de segurança aérea detectados.

Em comunicado de imprensa distribuído em Bruxelas, a Comissão informa ter actualizado a sua “lista negra” de companhias aéreas proibidas de voar no espaço europeu.

A nona versão da “lista negra” prevê uma proibição total de voar para a Europa de todas as transportadoras de Angola, Guiné Equatorial, Indonésia, Cazaquistão, Libéria, Serra Leoa, Suazilândia e República Democrática do Congo (RDC), assim como do Gabão, à excepção das Linhas Aéreas do Gabão e da Afrijet.

Em 4 de Julho de 2007, Bruxelas anunciou a inclusão da Taag na lista negra das empresas proibidas de operar na Europa, por motivos de falta de segurança, depois de a Comissão de Segurança Aérea, uma semana antes, ter aprovado por unanimidade uma decisão nesse sentido. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH