Angola: União Europeia financia comunidades pastoris em Angola

19 November 2008

Lubango, Angola, 19 Nov – Um projecto que visa melhorar o acesso à água e a pastagens pelas comunidades pastoris dos corredores de transumância nas províncias da Huíla, Namibe e Cunene tem início ainda este mês, informou a agência noticiosa angolana Angop.

Financiado pela União Europeia com 3,3 milhões de euros, o projecto será oficialmente lançado quinta-feira no Lubango, província da Huíla, afirmou em Lubango à Angop administradora do projecto, Laurence Burckel.

A realização decorrerá ao longo dos próximos três anos pela “GFA Consulting Group”, em parceria com o ministério da Agricultura, e visa elaborar um sistema de gestão para o uso sustentável das pastagens e facilitar o acesso à água através da recuperação e instalação de infra-estruturas.

Laurence Burckel disse que o objectivo do projecto é melhorar a capacidade dos serviços veterinários na elaboração de diagnósticos nas comunidades e contribuir para o aumento das habilidades dos criadores de gado.

A sua execução será dirigida por uma comissão integrada por quatro especialistas internacionais e seis angolanos, incluindo técnicos agro-pastoris.

O projecto contará com duas antenas físicas nos municípios abrangidos, nomeadamente Bibala (Namibe) e outra na Chibemba, para dar seguimento à actividade nos municípios dos Gambos (Huíla) e na Cahama, província do Cunene. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH