Brasil: Embrapa abre laboratório virtual na Coreia do Sul para actuar na China e no Japão

21 November 2008

Brasília, Brasil, 21 Nov – A Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) vai abrir um novo laboratório virtual (Labex) na Coreia do Sul para actuar na China e no Japão, afirmou o seu chefe do departamento de Relações Internacionais, Elísio Contini.

A nova unidade da estatal funcionará nas instalações da Agência de Desenvolvimento Rural (RDA), em Suwon, nos arredores da capital Seul, na Coreia do Sul, tendo o protocolo sido assinado pelos presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Lee Myung-bak, no Palácio do Itamaraty.

Será o terceiro laboratório da Embrapa no exterior – os outros dois estão nos Estados Unidos e Europa. A parceria com os sul-coreanos, que inclui a instalação de pesquisadores asiáticos no Brasil, permitirá à Embrapa aprofundar os conhecimentos sobre os sistemas de controle sanitário e fitossanitário local para adequar os produtos brasileiros às exigências dos mercados da região.

O novo laboratório será uma porta para os consumidores asiáticos, sobretudo de Japão e China, às carnes brasileiras, ainda impedidas de entrar na Ásia por barreiras sanitárias.

A Embrapa também terá como plano inicial de sua actuação na Ásia o acesso aos bancos de recursos genéticos para ampliar as pesquisas com materiais de soja.

O acordo com a Coreia do Sul também facilitará a transferência das principais tecnologias dominadas pelos sul-coreanos, como a clonagem de quarta geração para animais – a Embrapa ainda está na terceira geração – processos de mecanização de lavouras para pequenos produtores, além de princípios específicos de nanotecnologia e até de mecatrónica aplicada à agricultura. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH