Moçambique: Pequenas empresas fornecem apenas 40 por cento de serviços a Kenmare

15 December 2008

Maputo, Moçambique, 15 Dez – As pequenas e médias empresas moçambicanas fornecem apenas 40 por cento de bens e serviços ao projecto das areias pesadas do distrito costeiro de Moma, na província de Nampula lançado pela Kenmare da Austrália, disse à Macauhub fonte do Centro de Promoção de Investimentos (CPI).

Neste momento apenas 40 por cento dos serviços e bens são providenciados por empresas moçambicanas na sua totalidade vindas de Maputo, disse a fonte.

Para inverter a situação, a ministra moçambicana dos recursos minerais, Esperança Bias, assinou com Gareth Clifton, director das areais pesadas um acordo com vista a alargar o número de empresas moçambicanas que forneçam bens e serviços ao empreendimento de 500 milhões de dólares norte-americanos.

O objectivo do acordo é permitir que as empresas do distrito de Moma e da província de Nampula possam prestar serviços básicos como o transporte de pessoal, limpeza, segurança, jardinagem, fornecimento de alimentação e manutenção básica.

O CPI disse ao Macauhub que as empresas da província de Nampula vão ser treinadas de modo darem resposta às necessidades da Kenmare.

Numa primeira fase serão identificadas empresas em Nampula com capacidade ou que após o treinamento possam estar habilitadas a fornecer serviços básicos.

O projecto das areias pesadas de Moma produz rutilo, zircão e ilmenite material que é exportado para Europa e Estados Unidos. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH