Cabo Verde: Imobiliária cabo-verdiana Sogei recorre a emissão de obrigações para financiar investimentos

16 December 2008

Cidade da Praia, Cabo Verde, 16 Dez – A imobiliária cabo-verdiana SOGEI lançou segunda-feira uma operação de emissão de obrigações no valor de 13,5 milhões de euros, a maior de sempre em Cabo Verde , para assegurar o financiamento de empreendimentos no sector imobiliário.

“Tendo em conta (…) o actual momento de retracção nas vendas do imobiliário, sobretudo na imobiliária turística, as modalidades anteriores de financiamento esgotaram-se. (…) e portanto há que se encontrar alternativas para o financiamento de actividades, sobretudo numa área que tem uma relação directa com o sistema financeiro internacional”, explicou o presidente do conselho de administração da SOGEI, Jorge Spencer Lima.

A operação, adiantou, vai servir para financiar dois grandes projectos da empresa: o edifício de escritórios na Cidade da Praia Bai Center, orçado em 950 mil contos cabo-verdianos (10,7 milhões de dólares), e o projecto Salinas Beach Resort, na ilha do Maio, orçado em três milhões de contos (33,7 milhões de dólares).

“Os nossos principais mercados em Cabo Verde eram o mercado inglês e o irlandês, e este último foi o que sofreu os maiores efeitos negativos, na Europa, da crise internacional, e o mercado inglês também teve uma retracção muito grande”, afirmou Spencer Lima.

A oferta pública de subscrição dos títulos destinada ao público em geral, para a negociação na Bolsa de Cabo Verde (BVC), contempla 1,5 milhões de obrigações, de valor nominal de 1000 escudos cabo-verdianos (nove euros) cada.

O período de subscrição da oferta decorre entre 22 de Dezembro a 22 de Janeiro de 2009 e as obrigações têm uma maturidade máxima de cinco anos.

O presidente da Bolsa de Valores de Cabo Verde (BCV), Veríssimo Pinto, anunciou que as obrigações da SOGEI são a maior emissão privada feita até ao momento na BVC. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH