Portugal: Empresa Gleino vai produzir biodiesel em Castelo Branco com matéria prima de Angola.

5 January 2009

Castelo Branco, Portugal,05 Jan – A Zona Industrial de Castelo Branco vai receber brevemente um investimento de quatro milhões de euros, com vista à instalação de uma unidade de transformação de plantas oleaginosas para a produção de biodiesel.

O projecto é da responsabilidade da Gleino, uma empresa de Castelo Branco criada em 2006, que vai empregar 25 pessoas e que deverá iniciar actividade em 2010.

José Luís Brito,responsável pela empresa, revelou que a Gleinol estabeleceu parcerias em África, nomeadamente Angola, e no Brasil para obter matéria -prima.

Em Angola o projecto da Gleinol tem, para além da componente empresarial, uma outra de âmbito social através de uma parceria com a Associação de Apoio às Mulheres Rurais e Crianças Desamparadas – a Amurcrid – para a produção de matéria-prima.

O responsável da Gleinol disse ainda que a empresa está a colaborar com o governo angolano e com algumas petrolíferas.

A Gleinol começou com uma produção de 700 hectares em Angola que aumentou recentemente para 13 mil hectares.

A partir de Janeiro deverá iniciar a plantação de pinhão-manso para, no futuro, abastecer a unidade de Castelo Branco.(macauhub)

MACAUHUB FRENCH