Angola: China mantém compromisso de apoiar projectos angolanos de reconstrução

19 January 2009

Luanda, Angola, 19 Jan – A China continuará a apoiar os projectos de reconstrução e desenvolvimento em curso em Angola, apesar da crise financeira internacional ter afectado também aquele país asiático, garantiu domingo em Luanda o ministro chinês do Comércio, Chen Deminz.

No final de um encontro com o ministro angolano das Finanças, Severim de Morais, o governante chinês disse que o seu país vai ajudar Angola em projectos que ajudem a diversificar as exportações angolanas, visando desenvolver a economia no seu todo.

Disse ainda que a China vai aumentar a cooperação com Angola, intensificando o intercâmbio nos sectores da agricultura, educação e saúde, sem descurar as áreas da indústria ligeira e telecomunicações.

Por sua vez, o titular da pasta das Finanças de Angola, Severim de Morais, disse que o memorando de entendimento, assinado em Novembro de 2003 pelo ex-ministro das Finanças, José Pedro de Morais, permitiu estabelecer uma forte cooperação entre os dois países.

O ministro recordou que o memorando foi materializado com a assinatura de três acordos de financiamento do Eximbank da China.

O primeiro pacote esteve avaliado em dois mil milhões de dólares, o segundo em 500 milhões e o terceiro em dois mil milhões de dólares, perfazendo um total de 4,5 mil milhões de dólares.

Os acordos financiaram 125 contratos que permitiram reconstruir as infra-estruturas destruídas pela guerra e o consequente relançamento da economia angolana.

O ministro angolano das Finanças e o governante chinês do Comércio são co-presidentes do grupo de trabalho conjunto no âmbito do processo da Linha de Crédito da China para Angola, tendo o encncontro servido para fazer uma avaliação da cooperação entre os dois Estados. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH