Angola: Projecto de produção de algodão no Quanza Sul decorre dentro do prazo previsto

21 January 2009

Luanda, Angola, 21 Jan – O arranque da produção de algodão na província do Quanza Sul avança a bom ritmo decorrendo em ritmo acelerado as obras de engenharia hidráulica, noticiou o estatal Jornal de Angola.

As obras, que consistem na construção de duas estações de bombagem e três reservatórios de água para irrigar 61 sectores com 3.100 hectares de algodão, na comuna da Gangula, devem terminar ainda este ano.

De acordo com o plano do projecto, iniciado em 2006, a primeira fase tem um prazo de 38 meses, até Setembro de 2009, para a construção do sistema de irrigação, que abrange ainda a supervisão, engenharia e construção, trabalhos preparatórios para a gestão de operação e manutenção e formação para manutenção de equipamentos.

A segunda fase, de 24 meses, consiste na gestão da operação e manutenção e o pacote engloba a formação de técnicos e agricultores e a consultoria sobre o cultivo.

O director nacional de Hidráulica Agrícola e Engenharia do Ministério da Agricultura e do Desenvolvimento Rural, Hermenegildo dos Santos, disse ao jornal que ainda este ano terão início os ensaios do sistema de rega.

“Prosseguimos com os ensaios das distintas variedades do algodão, bem como os estudos da implantação destas culturas. Após a sua conclusão, começaremos a produção”, disse Hermenegildo dos Santos.

Avaliado em mais de 30 milhões de dólares, a execução deste projecto está a cargo das empresas Samsung Corporation e Honil Engeneering e Construction e tem como consultores a companhia agrária coreana KRC e a Edifox, pela parte angolana.

Antes de 1975, depois de Malanje, a província do Quanza Sul era a segunda maior região angolana produtora de algodão, com uma área cultivada estimada em 41.007 hectares, nos municípios do Sumbe, Seles, Libolo, Porto Amboim, Kilenda, Kibala, Amboim, Mussende e Conda, tendo atingido 21.835 toneladas em 1973.

A última campanha agrícola de algodão na região aconteceu em 1999/2000, numa área de 3.650 hectares, tendo resultado na colheita de 500 toneladas. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH