Angola: Ministro dos petróleos considera estratégica refinaria do Lobito

13 February 2009

Lobito, Angola, 13 Fev – A construção da refinaria do Lobito, num investimento estatal de 8 mil milhões de dólares, faz parte da estratégia para o relançamento da economia nos próximos anos, afirmou quinta-feira na cidade do Lobito o ministro dos Petróleos.

Botelho Vasconcelos, que falava no encontro em que a direcção do projecto apresentou os pormenores daquela unidade económica, sublinhou o facto de o empreendimento pôr termo às importações de derivados de petróleo.

Para o ministro, a refinaria vai permitir que os recursos financeiros que o governo utiliza actualmente para a compra de derivados sejam encaminhados para outros sectores socioeconómicos do país.

“Angola importa neste momento mais de 70 por cento de combustível e outros derivados e com a refinaria em funcionamento tal deixará de ser feito”, adiantou.

Dados avançados pela direcção do projecto revelam que a refinaria transformará numa primeira fase 150 mil baris de petróleo em rama por dia dos 200 mil que a indústria produzirá até a fase de consolidação.

As obras que se iniciaram em Janeiro último terão a duração de 40 meses.

A refinaria está a ser erguida a dez quilómetros a norte da cidade do Lobito sendo o projecto da responsabilidade da empresa norte-americana Kellogg, Brown & Root (KBR). (macauhub)

MACAUHUB FRENCH