Moçambique: Cahora Bassa atingiu limite de geração de energia

13 February 2009

Songo, Moçambique, 13 Fev – A hidroeléctrica de Cahora Bassa já atingiu o seu limite de geração de energia pelo que futuros pedidos de fornecimento ou de reforço terão de ser devidamente analisados e ponderados, afirmou o presidente da empresa, Paulo Muxanga.

Em declarações ao jornal Notícias, de Maputo, Muxanga disse que embora exista ainda alguma capacidade de geração de electricidade, a empresa que dirige não pode garantir a sua qualidade, “uma energia cujo fornecimento não é interrompido a qualquer momento em função do nível de consumo doutros clientes”.

O presidente da Hidroeléctrica de Cahora Bassa falava ao jornal por ocasião da visita do rei da Suazilândia, Mswati III, cujo país, à semelhança de outros da região, enfrenta um défice de energia eléctrica, com a agravante de não dispor de fontes alternativas de geração de energia.

Aliás, é neste contexto que aquele país vizinho vem a negociar com Moçambique a possibilidade não só de reforço do fornecimento mas também a hipótese de ser considerado parceiro preferencial, dado que Moçambique tem em perspectiva muitos projectos de geração de electricidade, destacando-se, entre eles, a barragem de Mpanda Nkuwa, central térmica de Benga, em Moatize, e o projecto de gás de Temane.

O ministro da Energia, Salvador Namburete, confirmou que a Suazilândia já formulou o pedido de reforço do fornecimento, estando em aberto se Moçambique vai ter ou não capacidade de responder a essa solicitação. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH