Moçambique: FMI prevê abrandamento do crescimento em 2009 para 5,5 por cento

16 February 2009

Maputo, Moçambique, 16 Fev – Moçambique deverá crescer 5,5 por cento este ano e 5,4 por cento em 2010, de acordo com as novas previsões revistas em baixa do Fundo Monetário Internacional (FMI), sexta-feira apresentadas em Maputo pelo representante residente em Moçambique.

Felix Fischer atribuiu a previsível desaceleração da economia moçambicana ao “impacto da crise económica” mundial, que “vai resultar numa redução dos investimentos” e “alargar a incerteza quanto à provisão da ajuda oficial ao desenvolvimento”.

Os números apresentados pelo FMI contrastam com a previsão do Governo moçambicano, que prevê para 2009 um crescimento de 6,7 por cento e uma aceleração para taxas próximas dos 7 por cento em 2010.

Na semana passada, o Governo moçambicano tinha já confirmado um abrandamento da economia nacional em 2008, admitindo que o crescimento se situou em 6,5 por cento e não nos 7 por cento estimados.

Félix Fischer anteviu ainda que a retracção do investimento se vai verificar sobretudo em relação aos países que foram forçados a canalizar grandes volumes de recursos para o resgate dos respectivos planos financeiros.

A combinação de factores como o abalo no sistema financeiro mundial, o aumento do custo do crédito e a diminuição da sua disponibilidade, além da queda do preço de mercadorias como o petróleo, o alumínio e o carvão tem levado à redução dos níveis de investimento, adiantou Fischer.

Elogiando as políticas fiscais e monetária prudentes levadas a cabo pelas autoridades moçambicanas, o FMI notou, contudo, que a desaceleração económica poderá conduzir à diminuição das receitas fiscais, pelo que aconselhou o Governo a “conter as despesas públicas”, “aumentar a produtividade” e “expandir as medidas sociais para proteger as camadas mais vulneráveis” da população.

O responsável da organização internacional previu, no entanto, que o impacto da desaceleração dependerá ainda da taxa de câmbio da moeda moçambicana e que se fará sentir de forma desigual. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH