Moçambique: Mozal afectada pela crise financeira mundial

18 February 2009

Maputo, Moçambique, 18 Fev – A Mozambique Alluminium Smelter (Mozal) perdeu 115 milhões de dólares no último exercício, em resultado da crise económico-financeira mundial, de acordo com um documento do Banco de Moçambique obtido pela macauhub.

De acordo com o banco central, foi registada uma queda nos preços do alumínio no mercado internacional, o que afectou os lucros da empresa.

Por outro lado, a Mozal, um investimento de mais de 2,5 mil milhões de dólares, tem-se ressentido da crise de energia eléctrica na África do Sul e, em resultado disso, está a receber menos 10 por cento da energia de que precisa.

A Mozal recebe energia da Companhia de Transmissão de Moçambique (Motraco, no acrónimo em língua inglesa), uma empresa constituída entre as empresas eléctricas de Moçambique, África do Sul e Suazilândia.

Com a crise que afecta a fundição, a maior empresa moçambicana, vai este ano despedir 90 trabalhadores.

A Mozal, uma das maiores fundições de alumínio em África, é uma parceria entre a BHP Billiton, com 47,1 por cento do capital, Mitsubishi Corp (25 por cento), Industrial Development Corporation of South Africa Limited (24 por cento) e o governo de Moçambique (3,9 por cento). (macauhub)

MACAUHUB FRENCH