Moçambique: Portugal Telecom está disponível para reforçar negócios

19 February 2009

Lisboa, Portugal, 19 Fev – A Portugal Telecom (PT) está disponível para reforçar os negócios em Moçambique onde vai lançar sexta-feira o portal Sapo Moçambique, anunciou quarta-feira em Lisboa o presidente executivo da operadora, Zeinal Bava.

Em conferência de imprensa para a divulgação dos resultados da empresa em 2008, o presidente executivo da PT sublinhou o “sucesso do Sapo” quer em Angola quer em Cabo Verde, defendendo que o “mercado natural” para agora lançar o Sapo “era Moçambique”.

Em Moçambique, a PT tem já uma parceria em partes iguais nas Páginas Amarelas.

A PT fez parte do lote de empresas que em 2001 entraram inicialmente na corrida à exploração da segunda licença de telefonia móvel em Moçambique – embora tenham acabado por não apresentar uma proposta – concurso ganho no ano seguinte por um consórcio liderado pela Vodacom International, que deu origem à Vodacom, controlada em 85 por cento pela Vodacom da África do Sul.

A PT está hoje em Marrocos (Méditel, 32,2 por cento do mercado móvel e fixo), Cabo Verde (40 por cento da Cabo Verde Telecom), S. Tomé e Príncipe (51 por cento mercado fixo e móvel), Namíbia (34 por cento da MTC, móvel), Botswana (sem participação accionista mas com estrutura directiva), Angola (participações na Unitel, Multitel e Elta), Quénia (60 por cento da KPD, directórios), Moçambique (metade da Teledata e LTM, dados e directórios) e Guiné Bissau.

Na Guiné-Bissau a empresa detém 40 por cento da Guiné Telecom (telefone fixo) e 55 por cento da Guinétel (móvel). (macauhub)

MACAUHUB FRENCH