Moçambique: Cahora Bassa e Mpanda Nkuwa poderão fornecer mais energia à África Austral

23 February 2009

Maputo, Moçambique, 23 Fev – Moçambique poderá adicionar 6 mil megawatts aos recursos energéticos da África Austral até 2014 à medida que forem realizados os investimentos respectivos, afirmou sexta-feira em Maputo a primeira-ministra moçambicana.

Luísa Diogo disse à agência noticiosa Reuters que Moçambique dispõe do potencial para fornecer energia à região austral de África, onde projectos de investimento estão a ser abandonados devido às quebras no fornecimento de energia eléctrica.

Os projectos incluem a segunda fase da central hidroeléctrica de Cahora Bassa, que poderá produzir 2 mil megawatts, o aproveitamento hidroeléctrico de Mpanda Nkuwa que poderá produzir 1500 megawatts e a central de Moatize com uma produção prevista de 2500 megawatts.

“Nos próximos cinco a seis anos (…) se conseguirmos investir nestes projectos poderemos contribuir com 6 mil megawatts para a África Austral, através da Southern African Power Pool (SAPP)”, disse a primeira-ministra.

Luísa Diogo disse ainda esperar que os investidores estrangeiros coloquem o seu dinheiro no potencial hidroeléctrico do país, que se estima em 14 mil megawatts, particularmente mas províncias de Manica e Tete e do Niassa.

A hidroeléctrica de Cahora Bassa fornece actualmente 60 por cento da energia que produz à eléctrica sul-africana Eskom, 35 por cento à Zesa do Zimbabwe e a Moçambique, que consome os restantes 5 por cento. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH