Receitas públicas de Macau caem 10 por cento em Janeiro em consequência da desaceleração da economia

24 February 2009

Macau, China, 24 Fev – As receitas públicas de Macau em Janeiro de 2009 cairam 10,3 por cento em relação a igual período de 2008 em consequência da desaceleração da economia, de acordo com dados divulgados pela Direcção dos Serviços de Finanças.

As receitas em Janeiro de 2009 atingiram 3.553,2 milhões de patacas (444 milhões de dólares) enquanto em Janeiro de 2008 foram de 3.962,2 milhões de patacas (495 milhões de dólares), segundo noticiou a agência MacauNews.

Os impostos directos sobre o jogo em Janeiro de 2009 caíram 5,3 por cento para 2.924,1 milhões de patacas (365 milhões de dólares), em relação a Janeiro de 2008 mas, por razões orçamentais, apenas as receitas de Fevereiro irão reflectir a quebra de 17 por cento registada nas receitas dos casinos em Janeiro passado.

O Orçamento de Macau encerrou 2008 com um saldo positivo de 25.133,2 milhões de patacas (3.141 milhões de dólares), menos do que os 26.573,7 milhões de patacas (3.321 milhões de dólares) registados em 2007.

As contas de 2008 encerraram com receitas totais de 51.076,7 milhões de patacas (6.384 milhões de dólares) com os impostos directos sobre o jogo a totalizarem 39.563,7 milhões de patacas (4.945 milhões de dólares) e despesas de 25.943,5 milhões de patacas (3.242 milhões de dólares).

Com o saldo positivo de 2008, Macau tem reservas acumuladas de saldos económicos anteriores superiores a 80.000 milhões de patacas (10.000 milhões de dólares).

O orçamento do governo de Macau para 2009 está estimado em 44.714,8 milhões de patacas (5.589 milhões de dólares).

Para 2009 o governo orçamentou no plano de investimentos uma verba de 10.500 milhões de patacas (1.312 milhões de dólares), três vezes superior ao investimento realizado em 2008 que se cifrou em 2.972,1 milhões de patacas (371 milhões de dólares). (macauhub)

MACAUHUB FRENCH