Moçambique: Recuperação das centrais hidroeléctricas de Chicamba e de Mavúzi, em Manica, à espera de concurso

27 February 2009

Maputo, Moçambique, 27 Fev – Um concurso público para a recuperação das centrais hidroeléctricas de Chicamba e Mavúzi, na província de Manica, deverá ser lançado até finais de Março, afirmou em Maputo um administrador da Electricidade de Moçambique (EDM).

Augusto de Sousa Fernando, administrador da área de produção e transporte e operador de mercado da EDM, adiantou que o actualmente o consultor está a trabalhar na preparação dos cadernos de encargos.

O administrador frisou que a recuperação das duas centrais, em cascata, implantadas ao longo do rio Revúè, vai incidir fundamentalmente na parte do equipamento, criando condições para elevar os níveis de produção de energia de 30 para cerca de 80 MW.

Falando recentemente no decurso da reunião da Direcção da Rede de Transporte da EDM, o administrador disse que, há três anos, o orçamento para a recuperação das duas centrais era estimado em 36,5 milhões de dólares, valor que se acredita tenha ficado ultrapassado com o tempo.

A Agência Sueca de Cooperação Internacional para o Desenvolvimento (ASDI) é um dos parceiros que desde o início manifestou interesse em financiar a recuperação das centrais, construídas entre 1955 e 1968.

A central de Chicamba, com dois grupos de 19,2 MW, possui uma barragem com albufeira de regulação de 2200 milímetros cúbicos, ao passo que a de Mavúzi tem dois grupos de 5,5 MW.

Ambas as centrais estão interligadas à rede e desde 2005 operam em paralelo com a Hidroeléctrica de Cahora Bassa (HCB), fornecendo energia à região centro do país e esporadicamente à cidade zimbabweana de Mutare, através do sistema de 110 KV. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH