Cabo Verde: Situação financeira “estável”, apesar de redução do PIB diz Standard and Poors

6 March 2009

Cidade da Praia, Cabo Verde 06 Mar – O primeiro “rating” da agência de notação Standard & Poors sobre Cabo Verde, divulgado esta semana, qualifica a situação financeira do arquipélago como “estável”, apesar de apontar para uma forte redução do ritmo de crescimento da economia.

“O rating é suportado pelo histórico do país de estabilidade política e elevado indicador de desenvolvimento humano.

A estabilidade monetária é decorrente de uma longa data fixada para o euro e uma melhor gestão fiscal também são factores positivos na classificação”, segundo o documento.

A S&P atribui a Cabo Verde uma notação de “B+”.

Com um máximo de “AAA” e um mínimo de “C”, os “ratings” são actualmente instrumentos importantes na negociação das condições de concessão de crédito a um país ou empresa, influindo sobre o retorno (juro) exigido pelo credor.

Cabo verde também é visto como um país com grande desequilíbrio externo e endividamento que reflectem, segundo o relatório, uma “economia estreita” tendo em vista que o turismo representa cerca de 25 por cento do PIB de 2008.

De acordo com o relatório, a perspectiva é de uma gestão económica estável e de melhorias da balança de pagamentos, o que tornará o país mais sustentável e menos dependente de investimento directo estrangeiro e remessas de emigrantes, o que seria possível se turismo e outras exportações e importações começarem a abrandar.

Dados do documento informam que o maior crescimento do PIB de Cabo Verde registou-se em 2006 (10,8 cento), bem acima da previsão para 2009 (2,0 por cento).

Este ano, a inflação deverá rondar os 4,2 por cento, de acordo com os números da S&P, enquanto que em 2006 atingiu os 5,4 por cento.(macauhub)

MACAUHUB FRENCH