Angola: Angola foi o principal parceiro da China em África em 2008

10 March 2009

Luanda, Angola, 10 Mar – Angola passou a ser o principal parceiro da China em África, com um fluxo de 25,3 mil milhões de dólares investidos em 2008, afirmou, em Luanda, a professora chinesa Liu Heifang, do Instituto de Estudos Africanos da Academia Chinesa de Ciências Sociais.

À margem da conferência internacional “China em África”, Liu Heifang lembrou que o Estado chinês tem disponíveis 42 mil milhões de dólares só para a ajuda ao desenvolvimento, pouco menos de metade do montante das trocas comerciais entre a China e os países africanos, em 2007, que atingiram 72 mil milhões de dólares, segundo o responsável do Instituto Sul-Africano para as Relações Internacionais, Chris Alden.

Alden lembrou que as trocas comerciais entre o continente africano e a China têm crescido de forma contínua e nessa ligação destaca-se o petróleo, com Angola a assumir uma importância crescente. Guiné-Equatorial, Sudão e República Democrática do Congo são outros parceiros importantes da China no comércio do petróleo.

Segundo Chris Alden, a China tornou-se o maior consumidor de petróleo mundial e de outras matérias-primas necessárias ao seu desenvolvimento, como o alumínio, ferro, cobre, manganês, chumbo e zinco, no caso de África, provenientes de Angola, Líbia, República Democrática do Congo, Gabão, Guiné-Equatorial, Nigéria, Sudão, Zâmbia, Zimbabwe, Argélia e África do Sul.

Os contratos estabelecidos com os países africanos prevêem a incorporação de grandes quantidades de força de trabalho chinesa nos projectos de infra-estruturas para a redução dos riscos, sublinhou o também professor da London School of Economics. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH