Macau: Previsão de crescimento a curto prazo menos segura do que a longo prazo segundo relatório do EIU

12 March 2009

Macau, China, 12 Mar – A previsão de crescimento económico a longo prazo permanece forte mas a curto prazo essa previsão é menos segura, de acordo com a edição de Março de 2009 do The Economist Intelligente Unit.

O relatório, citado pela agência MacauNews, afirma que a situação deve-se “à paragem da construção de vários casinos devido à crise financeira e à decisão pelo governo da China Continental de restringir a concessão de vistos para os seus cidadãos que pretendem visitar Macau”.

O Produto Interno Bruto em termos reais caiu de 32,3 por cento no primeiro trimestre de 2008 para 22,2 por cento no segundo trimestre, fundamentalmente devido à quebra no investimento, e para 11,3 por cento no terceiro trimestre devido à quebra verificada nas receitas dos casinos.

O relatório do The Economist Intelligente Unit, citado pela agência MacauNews, adianta que “as receitas dos casinos começaram a cair em termos homólogos no quarto trimestre de 2008, na mesma altura em que a quebra no investimento se tornnou mais notória, pelo que o crescimento económico deverá ter caído fortemente naquele trimestre e que continuará em contracção em 2009”.

De acordo com o documento, Macau continua a ser um mercado de um dia assente no jogo e as atracções recentemente anunciadas, incluindo centros comerciais, restauração de luxo e concertos internacionais, “pouca procura têm tido”.

O The Economist Intelligence Unit Outlook conclui dizendo que “o governo não tem falta de fundos graças aos impostos sobre o jogo” pelo que os problemas infra-estruturais irão ser resolvidos, embora Macau ainda venha a ter algumas “dores de crescimento” no futuro mais próximo. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH