Moçambique: Oilmoz obteve financiamento para estudo de viabilidade da refinaria

19 March 2009

Maputo, Moçambique, 19 Mar – A Oilmoz – Investimentos e Participações anunciou quarta-feira em Maputo ter obtido um financiamento de 50 milhões de dólares para pagar os estudos de viabilidade económica e ambiental da construção de uma refinaria na capital Maputo até 2013.

O presidente da Oilmoz e antigo ministro dos Negócios Estrangeiros de Moçambique, Leonardo Simão, disse em declarações à agência noticiosa APA que os 50 milhões de dólares obtidos junto de financiadores vão pagar os estudos de viabilidade bem como a construção de habitação para os funcionários e as ligações de água e eléctricas para a refinaria.

A refinaria capaz de processar 350 mil barris de petróleo em rama por dia já recebeu aprovação governamental e é uma de duas refinarias que estão a ser projectadas para Moçambique desde que a anterior fechou as portas há mais de 20 anos.

“Se o governo aprovou os estudos, podemos começar a construção no final do ano ou no princípio de 2010 a fim de respeitar o prazo limite de 2013 para ter a refinaria a operar”, disse Leonardo Simao.

A Oilmoz anunciou recentemente ter-se associado à Shell Global Solutions International B.V., uma empresa do grupo Royal Dutch Shell Plc, para o estudo e projecto da refinaria. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH