Cabo Verde: Electra vai duplicar produção da água dessalinizada na Praia até final do ano

23 March 2009

Praia, Cabo Verde, 23 Mar – A Empresa de Electricidade e Água (Electra) pretende duplicar até ao final do ano a capacidade da unidade dessalinizadora de Palmarejo, que abastece a cidade da Praia, para mais de 12 mil metros cúbicos (m3) de água/dia.

Em declarações à agência noticiosa cabo-verdiana Inforpress, o director de Produção e Distribuição da Região Sul, António Pina, disse que a Electra está também à procura de financiamento para outros projectos de duplicação da capacidade instalada na Praia, que visam a montagem de mais uma unidade de cinco mil m3/dia e reforçar o sistema de armazenamento da água em Monte Babosa.

Segundo António Pina, o projecto visa, também, reforçar a conduta de transferência da água à central dessalinizadora, o reforço do sistema de bombagem da central para Monte Babosa e algumas intervenções de alargamento das redes de distribuição da água na cidade da Praia.

Caso a Electra venha atingir uma produção de 12 mil m3/dia, cada residente da capital passará a dispor de uma média de 82 litros de água por dia, valor acima do estipulado pela Organização Mundial da Saúde (OMS), que recomenda 80 litros/dia nas pequenas povoações e 1.000 litros, nas cidades bastante industrializadas.

Enquanto isso, a Electra prepara-se para aumentar a sua capacidade de produção de água dessalinizada no Verão, de 6.200 para 8.600 metros cúbicos/dia, na cidade da Praia, com a instalação de mais duas unidades contentorizadas com capacidade para 2.400 m3/dia.

A Electra opera, actualmente, com duas unidades de produção da água dessanilizada localizadas no Palmarejo: uma pertencente à empresa com uma capacidade de 5.000 m3 de água/dia e outra alugada a um produtor independente, que assegura uma produção nominal diária de cerca de 1.200 m3 de água. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH