Moçambique: Exportações aumentaram 8,16 por cento em 2008 mas importações subiram 25 por cento

3 April 2009

Maputo, Moçambique, 3 Abr – As exportações de Moçambique cifraram-se em 2,65 mil milhões de dólares em 2008, um aumento de 8,16 por cento face aos 2,41 mil milhões de dólares registados em 2007, de acordo com o Instituto de Promoção das Exportações (Ipex).

Mas as importações aumentaram de 3,05 mil milhões em 2007 para 3,8 mil milhões de dólares em 2008, mais quase 25 por cento, tendo o défice comercial aumentado de 637,6 milhões para 1,15 mil milhões de dólares.

Não obstante a queda do valor das exportações de alumínio, os lingotes produzidos na fundição Mozal nos arredores de Maputo representaram uma receita de 1,45 mil milhões de dólares contra 1,48 mil milhões um ano antes tendo o seu peso nas exportações totais caido de 61,4 para 54,7 por cento.

O segundo mais importante produto exportado é energia eléctrica produzida na barragem de Cahora Bassa, enviada fundamentalmente para a África do Sul e Zimbabwe, que proporcionou uma receita de 239,7 milhões de dólares em 2007 e 221,2 milhões em 2008, ou 9,9 e 8,3 por cento, respectivamente, das exportações totais.

O valor do gás natural exportado para a África do Sul aumentou de 120,7 milhões de dólares em 2007 para 152 milhões em 2008.

Dos produtos agrícolas, o tabaco passou a ser o mais importante tendo o seu valor passado de 51,8 milhões de dólares em 2007 para 132,1 milhões no ano passado.

As exportações de açúcar aumentaram de 61,8 milhões para 71,4 milhões de dólares e as de algodão passaram de 42 milhões para 48 milhões de dólares.

A categoria de “Outras” exportações aumentou de 252,7 milhões para 422,4 milhões de dólares, aumento que se ficou a dever à exportação de minérios de titânio da mina explorada pela empresa irlandesa Kenmare Resources em Moma, na província de Nampula. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH