São Tomé e Príncipe: FMI e governo negociam acordo para desenvolver país e reduzir pobreza

6 April 2009

São Tomé, São Tomé e Príncipe, 6 Abr – O Fundo Monetário Internacional (FMI) e o governo são-tomense estão a negociar um acordo, para três anos, em matéria de redução da pobreza e crescimento económico, informou o representante de São Tomé e Príncipe nas Nações Unidas.

Ovídio Pequeno adiantou que o acordo prevê o reforço da estabilidade macro-económica, a redução da inflação e a promoção do crescimento do sector não-petrolífero, tendo em vista o aumento dos investimentos, sobretudo estrangeiros.

“As duas partes estão a trabalhar no acordo, cuja conclusão se prevê para dentro de algumas semanas”, disse ainda Ovídio Pequeno.

O processo com vista à elaboração da “estratégia de desenvolvimento para a redução da pobreza” foi lançado sexta-feira aos parceiros de desenvolvimento, num “atelier” realizado na capital são-tomense.

Com a elaboração do novo documento, as autoridades são-tomenses perspectivam identificar estrangulamentos dos anteriores programas e definir políticas com prioridades que indiciem a operacionalidade na sua execução.

A pobreza atinge actualmente 54 por cento da população são-tomense.

Em 2008, segundo uma nota divulgada em Março pelo FMI, São Tome e Príncipe registou um forte crescimento económico por causa do fluxo de investimentos nos sectores da construção, turismo e comércio.

Para 2009, o FMI prevê para São Tomé e Príncipe uma taxa de crescimento na ordem de 5,5 por cento, no seguimento da média de 6 por cento registada nos últimos anos. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH