Angola: Sonangol perfurou 29 poços de petróleo em 2008

14 April 2009

Luanda, Angola, 14 Abr – A Sociedade Nacional de Combustíveis de Angola (Sonangol) e suas associadas perfuraram, em 2008, 29 poços de petróleo, com uma taxa de sucesso de 80 por cento, indicou segunda-feira em Luanda o chefe do Departamento de Exploração da petrolífera.

Severino Cardoso, que falava num seminário sobre contratos petrolíferos, recordou que Angola possui uma capacidade de produção de dois milhões de barris por dia, mas produz apenas um milhão e 600 mil barris, devido às restrições da Organização dos Países Produtores de Petróleo (OPEP).

O engenheiro da Sonangol alertou, no entanto, para o facto de toda a produção angolana de petróleo ser proveniente da bacia do Congo, pelo que defendeu a adopção da experiência do Brasil, cuja produção provém de várias bacias.

De acordo com Severino Cardoso, citado pela agência noticiosa angolana Angop, a aposta da petrolífera nacional para os próximos anos deverá incidir na identificação de grandes reservas na bacia do Quanza em terra e no mar (águas ultra-profundas) e na uniformização dos dados sobre a distribuição dos poços.

Entretanto, o engenheiro advertiu para a possibilidade de nos próximos anos haver um decréscimo da produção petrolífera e, por isso, defendeu investimentos na pesquisa de novos recursos, em novas tecnologias e na formação de quadros angolanos.

O seminário tem por objectivo o estudo comparativo dos contratos petrolíferos dos membros da Associação dos Países Africanos Produtores de Petróleo (APPA, na sigla em inglês) e nele participam representantes das companhias que operam em Angola e nos outros países da organização, consultores internacionais e peritos.

Integram a organização Angola, Argélia, África do Sul, República Democrática do Congo, Congo, Benin, Camarões, Costa do Marfim, Egipto, Gabão, Guiné Equatorial, Líbia, Nigéria, Chade, Mauritânia e o Sudão. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH