Macau: Governo ajuda população a enfrentar crise financeira mundial

17 April 2009

Macau, China, 17 Abr – O chefe do executivo de Macau, Edmund Ho Hau Wah, anunciou quinta-feira que o governo vai conceder 6.000 patacas (750 dólares) a cada residente permanente do território para apoiar a população a enfrentar a crise financeira mundial.

Edmund Ho, que falava na Assembleia Legislativa de Macau, disse ainda que os residentes não-permanentes receberão 3.600 patacas (450 dólares).

Em 2008 o governo concedeu aos residentes permanentes e aos não-permanentes subsídios de cinco mil patacas (625 dólares) e três mil patacas (375 dólares), respectivamente, para apoiar os mais de 500 mil residentes a enfrentarem a crise económica mundial que afectou igualmente Macau, de acordo com a agência MacauNews.

O governo de Macau despendeu em 2008 uma verba de sensivelmente 3.200 milhões de patacas (400 milhões de dólares) nas comparticipações pecuniárias de apoio à população.

Edmund Ho disse que a distribuição das verbas, através de cheques, deverá começar já em Maio e revelou que a proposta do governo para oficializar os apoios será apreciada na próxima semana pelo Conselho Executivo para depois ser submetida à apreciação e aprovação da Assembleia Legislativa.

Para além das 6.000 patacas para os residentes permanentes – aqueles que residem há sete ou mais anos consecutivos em Macau – Edmund Ho anunciou igualmente a emissão e distribuição de cupões de saúde de valor equivalente a cerca de 500 patacas (62,50 dólares). (macauhub)

MACAUHUB FRENCH