Angola: Primeiro-ministro aborda reforço de financiamento chinês para habitação

23 April 2009

Luanda, Angola, 23 Abr – O apoio financeiro ao Programa de Urbanismo e Habitação do Governo angolano foi quarta-feira discutido, em Luanda, entre o primeiro-ministro, António Paulo Kassoma, e o embaixador da China em Angola, Zhang Bolun.

No final da reunião, o embaixador adiantou que foi igualmente discutido o programa de relançamento e desenvolvimento da agricultura em Angola.

Disse não ter ficado determinado o montante necessário para a execução dos dois programas, estando dependente da apresentação de um “projecto concreto” a especificação da quantia a disponibilizar bem como a procura de um parceiro para apoiar os projectos.

O embaixador referiu ser interesse do seu país cooperar na construção de portos, aeroportos, pontes e nos sectores das telecomunicações e agricultura.

O Governo angolano propôs-se, no seu programa de acção, construir um milhão de casas em quatro anos para reduzir o défice habitacional e oferecer melhores condições de vida a população.

Para tal foi já criada a Comissão Nacional de Urbanismo e Habitação, coordenada pelo primeiro-ministro, António Paulo Kassoma.

A China já disponibilizou a Angola créditos no montante de 4500 milhões de dólares para apoiar o processo de reconstrução nacional no âmbito do Acordo Quadro com Angola.

Em 2008 Angola foi o principal parceiro comercial da China em África, com trocas que se situaram em 25 mil milhões de dólares. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH