Brasil: China pode ultrapassar EUA como maior parceiro comercial do Brasil

28 April 2009

São Paulo, Brasil, 28 Abr – A China poderá a prazo vir a substituir os Estados Unidos da América como o principal parceiro comercial do Brasil com o aumento das trocas comerciais com aquele país asiático, de acordo com o jornal Folha de São Paulo.

No primeiro trimestre as trocas comerciais com a China atingiram 7,011 mil milhões de dólares, um crescimento homólogo de 12,5 por cento, tendo esse aumento sido gerado do lado das exportações brasileiras, que cresceram 63 por cento no período, uma vez que as importações registaram uma queda.

Com os Estados Unidos da América o movimento foi o oposto, tendo as trocas comerciais caído 19 por cento no primeiro trimestre para 8,9 mil milhões de dólares enquanto no período homólogo de 2008 o comércio entre os Estados Unidos da América e o Brasil era quase o dobro do comércio do Brasil com a China.

Também no primeiro trimestre, as exportações para os Estados Unidos da América caíram 38 por cento, embora as importações tenham registado um aumento ligeiro.

O jornal cita o director da Câmara de Comércio Brasil-China e consultor da Funcex (Fundação Centro de Estudos do Comércio Exterior), Márcio Sette Fortes, que lembrou que a China tem uma classe média consumidora de 400 milhões de pessoas, mais do dobro de toda a população brasileira, sendo por isso importante que o Brasil invista na promoção comercial e na diversificação de produtos exportados.

“A China vai sair desta crise antes dos Estados Unidos da América”, diz Fortes, para acrescentar que o Brasil está mais interessado em investir nas negociações com a China do que em tentar convencer o governo norte-americano a reduzir mecanismos protecionistas.

O presidente Lula da Silva visitará oficialmente a China de 17 a 22 de Maio próximo e nesta deslocação terá a companhia de um grupo de empresários e do ministro do Desenvolvimento, Miguel Jorge. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH