Moçambique: Banco Europeu de Investimento financia via férrea e porto na Beira

4 May 2009

Maputo, Moçambique, 4 Mai – O Banco Euroeu de Investimentos (BEI) acordou com o governo de Moçambique a concessão de um empréstimo de 65 milhões de euros para a conclusão das obras de reconstrução da linha férrea do Sena e da dragagem do canal de acesso ao porto da Beira.

Nos termos do acordo quinta-feira assinado pelo vice-presidente do BEI, Plutarchos Sakellaris, e pelo ministro das Finanças moçambicano, Manuel Chang, a linha férrea de Sena (ligando a Beira, junto ao mar, e o interior da província de Tete numa distância de 655 quilómetros) vai receber 43 milhões de euros e o porto da Beira 22 milhões de euros.

Com o financiamento agora garantido pelo BEI, será possível concluir a reconstrução da ferrovia ainda este ano e reactivar a ligação entre o porto da Beira e as minas de carvão de Moatize, as maiores de Moçambique, sublinhou na assinatura do acordo Manuel Chang.

Aludindo concretamente ao impacto da dragagem do porto da Beira, um dos mais movimentados de Moçambique, Manuel Chang frisou que “será possível descongestionar o tráfego de mercadoria” no local.

“As relações entre Moçambique e o BEI foram excelentes no passado e vão continuar no mesmo nível”, enfatizou Plutarchos Sakellaris, que afirmou ainda que Moçambique recebeu cerca de 400 milhões de euros do BEI nos últimos anos.

“Os financiamentos do BEI a Moçambique têm um registo impressionante, o que faz de Moçambique um dos maiores receptores dos apoios do BEI”, disse Plutarchos Sakellaris. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH