Moçambique: Linha do Sena reabre para comboios de carga 26 anos mais tarde

19 May 2009

Maputo, Moçambique, 19 Mai – A linha de Sena, que liga a cidade da Beira à vila carbonífera de Moatize, na província de Tete, reabriu ao tráfego ferroviário de mercadorias, 26 anos após o seu encerramento devido à guerra civil, informou o jornal Notícias, de Maputo.

A linha inclui os ramais Inhamitanga/Marromeu e Dona Ana/Vila Nova de Fronteira, junto ao Malawi, e o tráfego de mercadorias reabriu até à fortaleza de Sena, no distrito de Caia, em Sofala.

A linha de Sena, com uma extensão de 673 quilómetros, está em reconstrução desde 2006 num troço de cerca de 180 quilómetros para atingir a estação ferroviária de Moatize.

O ramal Dona Ana/Vila Nova de Fronteira aguarda ainda pela conclusão de 44 quilómetros, uma vez que neste troço as obras estão dependentes do vizinho Malawi, pois entre Vila Nova e Nsange a linha está inactiva desde a década 80.

Também foi já concluída a reconstrução do ramal que liga Marromeu e a ponte Dona Ana, edificada sobre o Zambeze, com um total de 3750 metros de comprimento.

Actualmente, a concessionária do sistema ferroviário da Beira, denominada Companhia Caminhos de Ferro da Beira (CCFB), está envolvida na recuperação de algumas carruagens de segunda classe, para reintrodução do transporte de passageiros até à mesma estação, prevista para recomeçar até Agosto.

O empreiteiro da obra formado pelo consórcio Rites e Ircon (Ricon) está envolvido no reforço de balastro para permitir que haja segurança na circulação do comboio de passageiros entre Beira e Sena, numa distância de 320 quilómetros. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH