Brasil: Grupo brasileiro junta-se à chinesa Wuhan Iron & Steel para negócios no Brasil

20 May 2009

São Paulo, Brasil, 20 Mai – As brasileiras LLX Mineração e Metálicos e MMX Mineração e Metálicos anunciaram terça-feira em São Paulo que assinaram um memorando de entendimento com a chinesa Wuhan Iron and Steel (Wisco) para uma potencial parceria comercial e estratégica.

De acordo com o comunicado, essa parceria poderá incluir a construção de uma unidade siderúrgica integrada de 5 milhões de toneladas anuais no porto de Açu, no Rio de Janeiro.

Incluído no memorando está a aquisição pela empresa chinesa de uma participação accionista na MMX, fornecimento de minério pela MMX à Wisco a preços de referência e serviços portuários pelas empresas brasileiras e siderúrgicos para construção de navios.

O presidente da LLX e da MMX, Eike Batista, afirmou em comunicado que “essa combinação de negócios, quando consumada, provavelmente representará o mais importante investimento chinês no Brasil e uma das mais relevantes associações comerciais entre um grupo brasileiro e uma empresa chinesa”.

A construção, controlo e operação da siderurgia será feita pela Wisco e a EBX, “holding” que reúne as empresas de Eike Batista, poderá ter uma participação minoritária significativa.

Além disso, o contrato de longo prazo e com preços de referência de minério de ferro envolve “praticamente a totalidade” da capacidade de exportação da MMX Sudeste Mineração, subsidiária da MMX.

As negociações da EBX com a Wisco acontecem no momento em que a MMX retoma as operações da mina de ferro em Corumbá, no Mato Grosso do Sul, que estava parada desde Dezembro devido à quebra na procura provocada pela crise financeira internacional. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH